Ouça agora na Rádio

N Notícia

Arquivo Pessoal

FOTO: Arquivo Pessoal

Candidato ao parlamento Italiano, Fabio Vicenzi, natural de São José do Ouro, comemora votação

Fabio Vicenzi, na sua primeira experiência política, confirmado como candidato a deputado pelo PD em meados de janeiro, comemora os 6.263 votos conseguidos até o momento para o Parlamento Italiano, mesmo que insuficientes para a sua eleição. “É a melhor votação de um candidato do PD no Brasil (atrás apenas do ex-senador Fausto Longo, coligado ao PD concorrendo pelo PSI) e a segunda entre os candidatos do PD na América Meridional (atrás apenas do veterano argentino Alberto Becchi, que teve 6.895 votos).

O advogado e empresário gaúcho, natural de São José do Ouro, comenta: “Em apenas 40 dias de campanha conseguimos um pequeno milagre: levar aos eleitores um novo jeito de propor medidas – com propostas concretas e caminhos para realização, ancorado na força do PD, que foi rapidamente assimilado e conquistou milhares de eleitores”.

Os resultados finais das eleições ao Parlamento italiano 2018 ainda não foram proclamados e são esperados, entre 12 e 16/03, pois falta apurar os votos de algumas urnas impugnadas.

Vicenzi concedeu entrevista à rádio Poatã no inicio de fevereiro, quando falou da sua candidatura. Ele concorria ao parlamento italiano e buscava os votos de brasileiros com dupla cidadania.

Segundo a Revista Insieme, Vicenzi disse que  essas eleições foram atípicas, com enorme pluralidade de partidos e candidatos, que ajudaram a confundir o eleitorado e a dispersar o voto, especialmente no Brasil: “com um pouco mais de coordenação, bom senso e tempo, muitas forças que dispersaram votos poderiam ter se unido com o PD e com grande chance de êxito poderíamos ter eleito na América do Sul 01 senador e pelo menos mais 01 deputado, possivelmente Ítalo-brasileiros”.

No Brasil, o PD confirmou a sua supremacia, tendo sido o partido mais votado, com cerca de 22 mil votos, o que representa 25,02% de um universo de 86.791 votantes (cerca de 24,65% dos 351.989 mil eleitores ítalo-brasileiros). “Também contribuíram para a baixa participação do eleitorado o carnaval que caiu no meio do processo eleitoral, o envio tardio das cédulas pelos correios, a desatualização do cadastro AIRE dos endereços dos eleitores, a devolução tardia das cédulas também pelo correio, entre outros”.

Relembre

Fábio nasceu em São José do Ouro, em 1971. É filho de Dorival Vicenzi que na época assumiu como Juiz da Comarca local.

Em entrevista à rádio Poatã,  ele contou um pouco de sua vida, quando mudou-se para Caxias do Sul e posteriormente obteve o reconhecimento da sua cidadania somente após voltar dos primeiros estudos feitos na Itália. Segundo ele, “herdou do pai, Dorival Vicenzi, ex-seminarista e conceituado Juiz de Direito, o compromisso com o trabalho, a igualdade, a religiosidade e o fortalecimento das raízes italianas.

FONTE: Revista Insieme
Link Notícia



Peça sua Música

Previsão do Tempo