Ouça agora na Rádio

N Notícia

Astrônomos encontram parte 'perdida' do universo

FOTO: © flickr.com/ NASA Goddard Space Flight Center

Astrônomos encontram parte 'perdida' do universo

Da Sputnik News Brasil

 

Um grupo de cientistas do Instituto de Astrofísica Espacial de Orsay (França) e da Universidade de Edimburgo (Reino Unido) conseguiu captar a parte “perdida” da matéria que compõe o universo, informou o artigo publicado no site da biblioteca da Universidade Cornell.

Durante experimento, os pesquisadores usaram o conceito conhecido como o efeito Sunyaev-Zeldovich, que ocorre quando a luz residual do Big Bang atravessa nuvens do gás difuso e quente formado pela chamada matéria bariônica. O problema é que a existência desse tipo de matéria era apenas teoria por não haver telescópio ou instrumento capaz de detectar mais de 50% das partículas bariônicas.

Desta forma, decidiram considerar que a matéria bariônica constitui apenas 4,6% da massa do universo, enquanto 96% do universo é composto por matéria e energia escuras.

Ao analisar os dados obtidos através do observatório Planck, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a matéria "anteriormente perdida" é nada mais nada menos do que matéria bariônica, ao invés de matéria escura. Além disso, as galáxias do universo estão conectadas através de filamentos de gás quente e difuso, explicaram os astrônomos. Os cientistas também sublinharam que a matéria bariônica das estrelas é infinitamente mais densa do que a do universo.

Em 2015, o telescópio Planck conseguiu construir um mapa do universo graças ao efeito Sunyaev-Zeldovich, no entanto, as ligações bariônicas entre as galáxias são muito pequenas para aparecer na imagem. Cientistas franceses e escoceses conseguiram sobrepor os dados do Planck em 1.260 pares de galáxias, o que lhes permitiu confirmar que existem filamentos de matéria bariônica entre galáxias e são seis vezes mais densas do que se acreditava anteriormente.

FONTE: SPUTNIK NEWS BRASIL
Link Notícia