Ouça agora na Rádio

N Notícia

© AFP 2018 / LIU Jin / File

FOTO: © AFP 2018 / LIU Jin / File

Google nega ter planos de lançar mecanismo de busca censurado na China

O CEO do Google, Sundar Pichai, disse nesta terça-feira (11) durante seu depoimento ao Congresso dos EUA que sua empresa neste momento não tem planos de lançar um mecanismo de busca censurado na China.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Pichai testemunhou perante o Comitê Judiciário da Câmara dos EUA sobre uma ampla gama de tópicos, incluindo o viés político potencial da plataforma da empresa e as práticas de privacidade da China.

"No momento não temos planos de lançar na China, não temos um produto de busca lá", disse Pichai. "Nossa missão principal é fornecer aos usuários acesso à informação, e obter acesso à informação é um importante direito humano".

Reportagens de bastidor indicam que o Google trabalha em um mecanismo de busca conhecido como Dragonfly. A iniciativa seria compatível com os mecanismos de censura de Pequim.

O senador Marco Rubio afirmou que Pinchai deveria impedir sua empresa de desenvolver o Dragonfly porque poderia tornar o Google cúmplice dos abusos de direitos humanos por parte da China.

No mês passado, os funcionários do Google assinaram uma petição pedindo que a administração da empresa cancele o projeto, explicando que essa tecnologia ajuda a oprimir a liberdade e viola os direitos humanos.

Diversos grupos de direitos humanos em todo o mundo também pediram que o Google pare o desenvolvimento do Dragonfly.

O Google saiu do mercado chinês em 2010, citando preocupações com a repressão da liberdade de expressão online, no entanto, a empresa tem planejado para voltar a entrar nesse mercado.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia



Publicidade

Rádio Poatã Rádio Poatã Plug Consultoria e Projetos Plug Consultoria e Projetos

Peça sua Música

Previsão do Tempo