Ouça agora na Rádio

N Notícia

Irene Pérez / Cubadebate / fotospublicas.com

FOTO: Irene Pérez / Cubadebate / fotospublicas.com

Secretário dos EUA mostra 'falsa preocupação' com a Venezuela, diz Maduro

O governo da Venezuela rejeitou neste domingo as recentes declarações do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, sobre o país, depois de afirmar que confirmam a "política de supremacia" e agressão do presidente norte-americano Donald Trump.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Em um discurso na sexta-feira e que está disponível no site oficial do Departamento de Estado, Pompeo disse que há um "ditador" que paralisa a economia e "mata de fome o seu povo" na Venezuela, acrescentando que exige um Departamento de Estado "forte" para ajudar os venezuelanos que escapam da crise.

"O senhor Pompeo mostra falsa preocupação com a realidade da Venezuela, ao esconder os efeitos perversos da aplicação coercitiva unilateral mede seu governo sobre a economia venezuelana", informou o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela em um comunicado.

O governo do presidente venezuelano Nicolas Maduro disse no comunicado oficial que o Trump falhou em suas tentativas de implementar medidas contra o país por sua "arrogância e desespero", acrescentando que "nenhuma ação exógena" vai evitar as eleições presidenciais de 20 de maio.

A Venezuela está passando por uma crise econômica e social que atinge milhões de pessoas que sofrem com a escassez de alimentos e medicamentos, com a hiperinflação e a insegurança crescente, que segundo os críticos é resultado de políticas governamentais.

Maduro, que vê na "guerra econômica" que travou com a oposição e com os Estados Unidos a causa do infortúnio do país caribenho, está buscando a reeleição nas próximas eleições.

O bloco de oposição venezuelano disse que não participará das eleições porque considera que é um processo "fraudulento" e "ilegítimo". No entanto, o político da oposição Henri Falcón, se desvinculou da decisão e lançou sua candidatura com seu partido político.

FONTE: SPUTNIK BRASIL
Link Notícia