Ouça agora na Rádio

N Notícia

Stephen Hawking previu fim do universo 2 semanas antes de morrer

FOTO: © NASA / Paul E. Alers / fotospublicas.com

Stephen Hawking previu fim do universo 2 semanas antes de morrer

Todas as informações compartilhadas Sputnik Brasil

O físico britânico Stephen Hawking, falecido em 14 de março, apresentou duas semanas antes de sua morte um estudo em que estabeleceu as bases teóricas da existência de um universo paralelo e previu o fim da existência de nosso universo.

Segundo a edição The Sunday Times, Hawking foi coautor de um trabalho matemático cujas últimas revisões foram aprovadas em 4 de março. A publicação será publicada oficialmente em uma reconhecida revista científica depois da aprovação final.

A investigação revelou de que maneira a humanidade poderia detectar a evidência experimental do chamado multiverso (múltiplos universos), indicando as ferramentas matemáticas necessárias para que uma sonda espacial seja capaz de descobrir sua existência. Além disso, previu que o destino final de nosso universo é desaparecer eventualmente na escuridão, à medida que todas as estrelas esgotarem sua energia.

Thomas Hertog, coautor do estudo, assegurou que esta teoria deve "transformar a ideia de multiverso em um quadro científico comprovado". Hertog, professor de física teórica da Universidade de Leuven (Bélgica) revelou que se reuniu pessoalmente com Hawking para obter a aprovação final antes de enviar o documento à revisão.

Stephen Hawking foi considerado por muitos como um gênio único e o físico mais brilhante desde Albert Einstein. Entretanto, algumas das descobertas científicas teóricas que realizou no campo da cosmologia e especialmente no estudo dos buracos negros não puderam ser confirmadas por dados de observação, o que o afastou da possibilidade de ganhar um Nobel.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia